Grupo Recuperando Vida

Tratamento para o alcoolismo

A maneira como a sociedade hoje vive tem um impacto psicológico em cada um de nós e nem todos são capazes de lidar bem com isso.

A agitação, a pressão no trabalho, as horas extras, os problemas em casa devido às confusões nas vidas dos outros são apenas alguns motivos que levam ao aparecimento do stress, denominada nova doença do século.

Por vezes a fuga a toda esta tensão e estresse chama-se álcool, uma aparente solução que não passa de uma ilusão.

O alcoolismo tem pouco a ver com o tipo de álcool bebido por uma pessoa, há quanto tempo a pessoa bebe, ou até mesmo exatamente quanto álcool bebe.

Porém, tem muito a ver com a necessidade incontrolável por álcool. Esta descrição do alcoolismo nos ajuda a entender o porquê de a maioria dos dependentes de álcool não conseguir se valer só de “força de vontade” para parar de beber.

Estas pessoas estão sob a forte compulsão do álcool, uma necessidade que se mostra tão forte quanto a sede ou a fome.

Os tratamentos que são aplicados iguais para todos os pacientes, sem ser levado em conta as substância que usam, os problemas sociais e psicológicos preexistentes, ou a gravidade da dependência tendem a não funcionar

. O tratamento para o alcoolismo é composto por pelo menos três etapas fundamentais: a desintoxicação intensiva, a reabilitação individualizada, e principalmente toda a conscientização sobre a doença.

A desintoxicação permite combater os efeitos agudos da retirada do álcool. Dados os altíssimos índices de recaídas, no entanto, o alcoolismo não é doença a ser tratada exclusivamente no âmbito da medicina convencional. Objetivamos ir além da abstinência; é necessária a reabilitação de vida do paciente como um todo.