Grupo Recuperando Vida

Oxicodona: Uma droga ou remédio

Oxicodona: Uma droga ou remédio?

Oxicodona: Uma droga ou remédio?

A oxicodona é a substância ativa de um analgésico opioide semissintético e é utilizada na medicina para combater dores de um nível moderado a intenso. O termo opioide significa que o medicamento possui um princípio ativo semelhante ao ópio. Mas, afinal, a oxicodona é uma droga ou um remédio?

Muitas pessoas que sofrem com doenças que causam dor severa, como câncer e doenças crônicas, fazem uso deste tipo de remédio. Geralmente é utilizado após o uso de analgésicos não opioides ou junto com eles.

Porém, o perigo que está por trás do uso dessa substância é muito grande. Isso porque além de possuir diversos efeitos colaterais, sua utilização pode causar séria dependência física.

Oxicodona: uma substância que causa dependência

Assim como a morfina, também utilizada para combater dores fortes, e como qualquer outro tipo de droga opioide, a dependência que a oxicodona pode causar ao organismo pode ser fatal.

Até mesmo pacientes que fazem uso do remédio podem vir a apresentar sintomas de dependência. Isso acontece, inclusive, quando a medicação para de fazer efeito e é necessário aumentar a dosagem. Por isso, mesmo quando usadas sob prescrição médica essas drogas são nocivas ao organismo e devem ser usadas com cautela e acompanhamento.

Infelizmente, tem crescido o número de pessoas que fazem o uso indiscriminado desta substância ao redor do mundo, especialmente nos EUA onde o uso de drogas opioides já representa uma epidemia. Porém, essa utilização não ocorre por questão de saúde, mas sim para obter os efeitos mentais que a droga causa no organismo.

Os efeitos nocivos da oxicodona à saúde

Como é uma substância fortíssima, o uso de oxicodona pode causar problemas crônicos no organismo, o que por sua vez pode levar a paradas cardiorrespiratórias e a morte. Além disso, há os sintomas de abstinência, quando a pessoa não está sob efeito da droga.

Uma das piores consequências do uso da oxicodona é quando é associada ao álcool. Além da possibilidade de overdose, a combinação das duas substâncias pode causar alucinações, ansiedade, falta de ar e diversos sintomas. Fora isso, a dependência pode fazer com que o indivíduo passe a viver em busca da droga, deixando de fazer suas atividades normalmente, abandonando a família e o trabalho.

No Brasil, foi registrado um aumento na venda de oxicodona especialmente nos últimos anos, o que gera um alerta para toda a sociedade.

Abandonando a droga

A síndrome de abstinência da oxicodona inclui transpiração excessiva, fraqueza, náuseas, aumento na pressão sanguínea, ansiedade, dor nas articulações, calafrios entre outros sintomas. Por isso, é importante que a pessoa que estiver abandonando o uso de drogas tenha apoio da família para enfrentar esta fase difícil.

Para se livrar da dependência é necessário um tratamento multifatorial com acompanhamento médico e terapia de grupo ou familiar. Por isso, se você sofre de dependência química