Grupo Recuperando Vida

Haxixe Saiba como essa droga age no organismo do usuário

Haxixe Saiba como essa droga age no organismo do usuário

Haxixe Saiba como essa droga age no organismo do usuário O Haxixe é uma droga bem famosa. Não tanto como a maconha, já que ambas têm as origens na mesma planta, mas ainda sim bem usada, especialmente em países com o clima tropical, por sua fácil adaptação. Porém, é uma droga mais perigosa do que a sua irmã, já que tem uma concentração de THC mais do que três vezes maior. É importante, então, entender como essa droga age no organismo do usuário.

Os efeitos a curto prazo

Por serem tão parecidas, a maconha e o haxixe têm efeitos semelhantes. Contudo, o uso do haxixe potencializa esses problemas, já que sua concentração é, geralmente, muito maior.

Então, a curto prazo, o haxixe gera um certo aumento na frequência cardíaca, por conta do estado de euforia que ocorre logo após o consumo. Porém, após a alta existe a baixa, e a euforia é contrabalanceada por uma forte sensação de sonolência, além de diversos outros sintomas psiquiátricos. Existe, por exemplo, uma fragmentação dos pensamentos e uma maior sensibilidade a estímulos externos. Com isso, existe uma forte sensação de paranoia.

O outro grande problema de ordem física é uma instabilidade ainda mais forte na hora de andar, além de uma diminuição enorme da capacidade de realizar tarefas motoras que exigem mais precisão e coordenação. Dirigir, por exemplo, é completamente inviável após consumir o haxixe, visto que os efeitos permanecem até 12 horas após o consumo.

Os problemas a longo prazo

A longo prazo, como o haxixe é uma droga consumida pelo fumo, seu uso contínuo gera uma série de possíveis problemas respiratórios. Isso significa problemas como bronquite e asmas, e a exposição a um fumo mais profundo leva à maior incidência de câncer no pulmão.

Os problemas de ordens psicológicas e psiquiátricas também são bem presentes em usuários que fazem um consumo de maneira mais crônica. O mais comum é que os usuários sofram uma deterioração da personalidade. Isso pode incluir apatia, empobrecimento de hábitos pessoais, isolamento, passividade e uma tendência maior as distrações. Esse é um conjunto de consequências bem comum em drogas depressoras. No haxixe, contudo, esse efeito tende a ser mais grave, por conta de sua potência mais alta.

A dependência e o consumo

Esses problemas são agravados pelo alto teor de dependência que a droga causa nos seus usuários. Na grande maioria os sintomas das síndromes de abstinência são leves, como tremedeiras, excesso de suor, dores musculares, irritação e ansiedade. Porém, como o número de pessoas que consome a droga é bem alto, e poucos procuram ajuda, ou o seu grau de vício é elevado, ou existe uma falta de informação sobre os problemas acerca do seu uso. Em ambos os casos, a educação e o diálogo são fundamentais para lidar com esse problema.

Por fim, o consumo da droga é feito através do fumo – normalmente com um cachimbo, visto que a droga é organizada em um certo formato de “pedra”. Esta é colocada no cachimbo e acessa, para que o usuário possa fumar.

O Haxixe é uma droga poderosa e bem prejudicial, sendo uma versão mais potente, e mais nociva, da maconha. Portanto, sempre que tiver algum problema com essa substância ou se conhecer alguém que tenha, não hesite em procurar ou oferecer ajuda.

 

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

 

67 / 100