Grupo Recuperando Vida

Entenda a relação perigosa que existe entre o suicídio e o uso de drogas

Entenda a relação perigosa que existe entre o suicídio e o uso de drogas

Você com certeza já deve ter ouvido falar a respeito de algum caso em que uma pessoa que cometeu o suicídio também fazia uso de drogas. Isso porque a relação entre esses dois problemas é muito tênue, fazendo com que um seja o agravante do outro e vice-versa.

Segundo pesquisas, o estado depressivo (que muitas vezes é o responsável por fazer com que pessoas cometam o suicídio) faz com que o indivíduo busque fora da sua realidade formas de esquecer, mesmo que momentaneamente, todo o tormento e frustração que sente por conta de sua doença. Com isso, muitas vezes ele encontra uma “saída” no uso de drogas. Já as drogas também podem provocar ou até mesmo acentuar um quadro depressivo já existente no indivíduo, fazendo com que esse se torne um ciclo sem fim, levando ao suicídio.

Se você deseja entender um pouco mais sobre a relação perigosa entre o suicídio e o uso de drogas, continue acompanhando esse texto. Boa leitura!

A relação existente entre o suicídio e o uso de drogas
Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda principal razão de morte entre pessoas que têm entre 15 e 29 anos, perdendo apenas para acidentes de trânsito. Ou seja, a cada 40 segundos uma pessoa tira a sua própria vida.

Esses são dados alarmantes, e o pior: estatísticas de mortes que poderiam ser evitadas. Muitas vezes, o suicídio é a única saída que pessoas com suas mentes já devastadas acabam encontrando. Cabe mencionar também o quanto os transtornos mentais (que afetam grande parte dos suicidas) também são influenciados pelo abuso de drogas.

De acordo com uma pesquisa recente, jovens que possuem um histórico de internação hospitalar devido ao abuso de drogas possuem cinco vezes mais chances de cometer suicídio nos próximos dez anos de vida.

Além disso, outra pesquisa realizada em um pronto-socorro durante doze meses também indicou que em 21% dos casos de tentativa de suicídio, o suicida havia consumido álcool antes de tentar se matar. Já o uso de cocaína e maconha no que antecedeu a tentativa foi registrado em 7,5 dos casos. Enquanto a dependência de outra substância ilícita apareceu em cerca de 10% de todos os casos.

A importância de entender essa relação

Os dados anteriores já falam por si só, contudo, falar sobre suicídio e o uso de drogas ainda é um grande tabu em nossa sociedade. Mas, só é possível mudar essa realidade a partir do momento em que se tem consciência dela e, então, é possível passar para o próximo passo, que é o de combater esse estigma.

Identificar os sinais de que algo não vai bem com alguém próximo a nós é muito importante para evitar uma tragédia. Aqui não é válida a velha frase de “cão que ladra não morde”, pois, ainda segundo pesquisas, pessoas que já manifestaram alguma ideia suicida, ou até mesmo já tentaram tirar a própria vida, são as mais propensas a consumar o ato de verdade. Nesses casos, toda a atenção é pouca.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]