Grupo Recuperando Vida

drogas ilicitas e alcool por que essa mistura nao e recomendada

Drogas Ilícitas e Álcool: Por que essa mistura não é recomendada?

Drogas Ilícitas e Álcool: Por que essa mistura não é recomendada?

Se sozinhas, as drogas ilícitas e o álcool já fazem bem mal a quem os consome, imagina a mistura entre esses dois tipos de substâncias. A combinação do álcool com as drogas ilícitas é extremamente perigosa, por isso, é fundamental evitar ao máximo essa combinação.

O primeiro perigo para a mistura das drogas é que uma é um incentivo para a outra. Ao estar sobre o efeito de alguma dessas substâncias, seja o álcool ou alguma droga ilícita, o usuário está mais “aberto” a aceitar novas experiências, procurando muito o próximo barato. É muito difícil manter a compostura ao estar sob o efeito de uma dessas substâncias.

O álcool e a cocaína

O álcool e a cocaína são uma combinação perigosa e, infelizmente, comum. É comum usuários da droga a usarem apenas sob o efeito de álcool. Visto que o primeiro é um estimulante, e o segundo um sedativo, acredita-se que existe uma diminuição nos efeitos mais perceptíveis do uso da droga, como o suor.

Porém, o cocaetileno, que é o produto da mistura entre as duas drogas é extremamente perigoso. Ele faz com que o estado de euforia seja mais alongado, resultando em problemas ainda mais graves para o fígado, e aumentando exponencialmente os problemas de riscos para o coração e a overdose, já que fica mais difícil parar de usar a droga, justamente por uma diminuição nos sintomas.

A combinação do álcool com a cocaína é perigosíssima, e potencializa os efeitos negativos de ambos.

Álcool e maconha

Já a mistura entre o álcool e a maconha é bem comum, dado ao alto grau de uso destas drogas, e tende a deixar os usuários em um estado bem pior que o normal. O álcool aumenta muito os níveis de THC no sangue, fazendo com que o “barato” da maconha, seja muito mais forte, resultando apenas em enjoos e muita tontura. Os usuários que fazem essa mistura ficam completamente desabilitados.

O álcool e outras drogas

Enquanto a maconha e a cocaína são as misturas mais comuns, existem outras que são igualmente perigosas.

O ecstasy é um exemplo. Essa droga causa desidratação, fazendo com que o usuário sinta bastante sede. Por isso, é muito comum beber após consumi-la. Porém, essa é uma péssima mistura, já que o álcool, na verdade, piora a desidratação. Além disso, ele os perigos e efeitos negativos do ecstasy.

Outra combinação extremamente perigosa do álcool é com a cetamina. A desidratação causada pela combinação entre essas drogas é imensa, e possivelmente a mais perigosa, causando problemas na bexiga. Além disso, como as duas drogas têm uma característica sedativa e de anestesia, o usuário fica completamente “entregue”. É uma combinação extremamente perigosa.

Por fim, outra mistura perigosa é com drogas que não são necessariamente ilícitas, mas sim com certos remédios que são por vezes recomendados pelos médicos. O risco dessa combinação é que muitas vezes, os usuários não têm noção do perigo que estão correndo. Ao misturar o álcool com certos remédios, os usuários podem experimentar paradas respiratórias além de episódios de overdose.

A mistura do álcool com drogas ilícitas é bem perigosa. Cada um por si só faz um estrago bem grande, que é ainda mais potencializado ao ser combinado com o outro. Por isso, procure sempre evitar qualquer mistura, e se tiver algum problema com o abuso de substância, não hesite em procurar ajuda.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643