Grupo Recuperando Vida

como as noites mal dormidas influenciam no uso das drogas 1

Como as noites mal dormidas influenciam no uso das drogas?

Como as noites mal dormidas influenciam no uso de drogas?

Não é preciso muito esforço para notar que alguém dormiu bem na noite anterior. Visualmente, a pessoa apresenta uma marca mais intensa na região das pálpebras, desenvolvendo as famosas olheiras. O próprio olhar exibe aquele ar de cansaço. Mentalmente, a dificuldade de se concentrar chega a ser monstruosa em alguns casos. Todos esses detalhes são os principais efeitos de noites mal dormidas.

Para piorar o quadro nós estamos vivenciando uma era digital. É muito comum encontrar pessoas que não conseguem se desconectar de seus dispositivos eletrônicos. Esse péssimo hábito contribui para que o indivíduo vá agitado para a cama e, assim, tenha dificuldade em adormecer profundamente. No dia seguinte ele fica com aquela sensação de que não dormiu bem.

A insônia pode gerar uma série de transtornos, mas por que o problema aumenta a propensão ao uso de drogas? Na sequência você descobrirá como essa relação se estabelece, além de conhecer outras consequências associadas às noites em claro.

Qual é a relação entre noites mal dormidas e o consumo de drogas?

Aqueles típicos sinais de exaustão de uma noite mal dormida são apenas a ponta do iceberg. Infelizmente, nós nos acostumamos a acreditar que a privação do sono é algo normal. Não só essa constatação é falha, como a privação do sono pode influenciar a utilização de drogas.

E isso se aplica tanto ao alcoolismo quanto à ingestão de substâncias ilícitas. Uma quantidade baixa de sono também pode induzir o indivíduo a uma prática sexual insegura — não se importando com o uso da camisinha, por exemplo. No caso das bebidas alcoólicas, especificamente, muitas pessoas tendem a dirigir embriagadas quando estão com sono.

A quantidade insatisfatória de sono já vem sendo tratada como um distúrbio perigoso desde os anos de 1990. Recentemente, pesquisas científicas comprovaram um elo entre os distúrbios do sono e a propensão ao consumo de drogas. Diante da dificuldade para dormir, os indivíduos alcoólicos adquirem o hábito de beber. Pelo mesmo motivo, muitos deles ficam vulneráveis a sofrer perigosas recaídas.

Um dos aspectos que mais chamam a atenção são os reflexos da infância sobre a vida adulta. Caso uma criança tenha uma infância exaustiva devido ao excesso de sono, ela pode desenvolver uma tendência ao abuso de álcool. O problema pode se manifestar já no início da vida adulta. Naturalmente, o abuso de outras substâncias também é uma das possíveis reações adversas de uma infância marcada pelo déficit de sono.

Vale observar que o inverso também acontece, ou seja: a ingestão excessiva de drogas e álcool também colabora para a amplificação das noites insones. Diante disso é necessário manter, em primeiro lugar, uma atenção redobrada quanto à qualidade do sono das crianças.

Com relação aos adultos que já apresentam sinais de abuso de álcool ou drogas, um tratamento de recuperação é inadiável. A família deve, sobretudo, buscar a orientação de clínicas renomadas e especializadas na recuperação de dependentes químicos. Caso contrário, a vítima pode permanecer nesse ciclo sem fim, caracterizado pelo uso de drogas e noites mal dormidas — já que uma coisa leva à outra.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643