Grupo Recuperando Vida

qual o papel do psiquiatra na recuperacao de dependentes quimicos 1

Qual o papel do psiquiatra na recuperação de dependentes químicos

Qual o papel do psiquiatra na recuperação de dependentes químicos?

As clínicas de reabilitação para dependentes químicos são multidisciplinares, isso significa que elas têm uma equipe com profissionais de diferentes áreas, para garantir que a recuperação do paciente se dê de forma integral. São médicos, enfermeiros, psicoterapeutas, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e muitos outros lutando juntos por um objetivo em comum.

Hoje vamos falar sobre qual é o papel, na prática, de um profissional essencial que compõe esse quadro: o psiquiatra.

Quando um novo paciente dá entrada em uma clínica de reabilitação, antes de tudo, ele passa por uma avaliação completa da sua situação. Afinal, o tratamento vai depender de uma série de variáveis para ser efetivo, como o tipo de droga que a pessoa costumava utilizar, há quanto tempo, as motivações por trás da dependência química e muitas outras.

Durante essa avaliação, é comum diagnosticar outras doenças que acompanham a dependência química. Muitos dependentes sofrem também de depressão, ansiedade, síndrome do pânico e outras doenças psicológicas que vão precisar ser tratadas em paralelo.

É aí que entra a figura do psiquiatra: ele vai ministrar a medicação para o tratamento dessas outras doenças e acompanhar aquele paciente para ver a sua evolução ao longo do tempo. É essencial que o psiquiatra assuma esse papel, receitando remédios que não prejudiquem o processo de desintoxicação e observando se aquele paciente se adaptou ao medicamento ou se será necessário substituir.

Vale ressaltar que essas doenças, muitas vezes, favorecem o consumo de drogas. Uma pessoa que sofre de ansiedade, por exemplo, vai ter ainda mais dificuldades para se controlar e conseguir superar a dependência. Por isso, se essas doenças não são tratadas, quando o paciente sai da clínica, possivelmente vai entrar de novo no mundo das drogas.

Mas não é apenas essa a função do psiquiatra na clínica de reabilitação. Em alguns casos, a pessoa não consegue abandonar o vício sem o auxílio de remédios específicos e também é esse profissional que poderá receitar esses remédios. Trata-se de uma medicação que ajuda a manter os sintomas da abstinência sob controle, fazendo com que esse seja um processo menos doloroso para o paciente.

Essa questão é ainda mais pertinente nos casos de pacientes que são dependentes de drogas depressoras do Sistema Nervoso Central, como o álcool. Nessas situações, a falta da substância pode gerar crises muito intensas de abstinência e o remédio pode amenizar esse efeito.

É claro que o psiquiatra só consegue cumprir bem esse papel se o seu trabalho for integrado com todo o restante: sessões de psicoterapia individual, terapia de grupo, atividades físicas, atividades manuais, mudanças na alimentação e tudo mais que a clínica oferece. É por isso que as clínicas realmente sérias e comprometidas não deixam de ter um quadro completo de profissionais.

Também é válido destacar que o apoio dos familiares e amigos do dependente é tão importante quanto o trabalho de todos esses profissionais. Especialmente depois que a pessoa sai da clínica e precisa se adaptar ao que está do lado de fora, ou seja, voltar a ter uma vida normal longe das drogas.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]

Open chat
Grupo Recuperando Vida Olá! Como posso ajudar?