Grupo Recuperando Vida

quais as maiores dificuldades para compreender o dependente quimico 1

Quais as maiores dificuldades para compreender o dependente químico?

Quais as maiores dificuldades para compreender o dependente químico?

Lidar com pessoas com dependência química pode ser extremamente difícil e desgastante. Isso se dá porque, quem nunca experimentou a situação de dependência, pode ter uma certa dificuldade para entender o que está acontecendo com o dependente. Além disso, fatores como criação, valores religiosos entre outras vivências podem influenciar de forma acentuada em nossa visão sobre o outro.

A primeira atitude a ser tomada por quem está passando por essa situação é bastante simples. Se você está encontrando dificuldades para compreender um irmão dependente químico ou uma mãe dependente, saiba que isso é totalmente normal e você não está sozinha.

Preparamos um artigo com as principais dificuldades em compreender o dependente químico e esperamos te ajudar a entender essa difícil situação. E lembre-se: existe solução para esse problema.

Entender o porquê

Apesar de ser uma pergunta importante, essa não é uma questão muito prática. Existem milhares de razões que levam uma pessoa à dependência química. Alguns entram por farra e quando se dão conta, já não podem viver sem a substância. Outros mesmos cientes dos problemas que podem ocorrer, entram nas drogas ou no álcool achando ser impossível que a dependência os atinja.

Por isso, se você está buscando entender os motivos de seu namorado(a), ou seu pai, ter se tornado um dependente químico, mesmo com o todo amor que dava para ele, saiba que a culpa não é sua. Não procure culpados ou tente encontrar motivos. Ao invés disso, busque por ajuda e tratamento.

Não reconhecer mais a pessoa

Uma das partes mais difíceis em tratar com dependentes químicos é justamente não ser mais capaz de reconhecer a pessoa que você conhecia. Isso é bastante comum de acontecer e não é apenas uma impressão da sua cabeça. De fato, as pessoas se transformam, quando começam a fazer uso de substâncias, que causam dependência. Um dos comportamentos é a tendência à agressividade e violência. Mas não só, pode haver também uma tendência ao isolamento, pensamentos suicidas, dificuldade de comunicação entre muitas outras mudanças.

O importante é saber que quem você conheceu, ainda está lá, e precisa apenas de carinho e cuidados médicos para voltar a vida normal. Tenha certeza de uma coisa: pessoas que conseguem se libertar da dependência, voltam renovadas e dando muito mais valor à vida.

Entender o que é a dependência química

Vamos jogar limpo e colocar todas as fichas sobre a mesa. Há algum tempo atrás, era comum se referir aos usuários de drogas e álcool como drogados, vagabundos entre outros termos pejorativos. Não foi o politicamente correto que mudou o uso da expressão para dependente químico. Essa mudança de vocabulário está diretamente relacionada a uma mudança de mentalidade, ou seja, a dependência química é uma doença.

Esqueça os laços afetivos que te mantém ligado a pessoa por um instante e entenda, a química do cérebro dela foi alterada. Isso significa dizer que ela necessita da substância pela qual é dependente. Não se trata mais de farra ou qualquer outro motivo, a dependência é orgânica, o corpo pede.

Por isso, os processos de desintoxicação são tão importantes. Por isso também, as terapias em grupo e as conversas com psicólogo fazem toda a diferença. O tratamento para dependência química ajuda a pessoa a se limpar (essa é a palavra certa) e também devolve e desenvolve a habilidade de socialização.

Entender a dependência química como uma doença é um enorme passo para a cura.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]