Grupo Recuperando Vida

Dependência química: quais as etapas do tratamento

O tratamento da dependência química vai muito além do processo de desintoxicação, pois como você já deve ter lido em outros artigos, o que leva o indivíduo a consumir e a se viciar em determinadas substâncias está muito além de um simples desejo. Geralmente, o impulso em experimentar drogas é causado por uma vontade de criar uma nova realidade para si, realidade essa onde os problemas e as frustrações da vida real não existam.

Ou seja, geralmente o uso de drogas está associado a algum transtorno mental, como depressão, ansiedade, entre outros. Dessa forma, no processo de tratamento da dependência química esses fatores também são levados em consideração, já que servem como gatilho para que o indivíduo procure pelas drogas como uma forma de fugir da sua realidade. Tem interesse por esse assunto? Então confira o texto a seguir. Boa leitura!

Etapas do tratamento da dependência química

Desintoxicação – Primeira etapa

Essa é uma das fases mais difíceis de todo o tratamento, isso porque o paciente ainda está muito acostumado com o uso das substâncias, e a desintoxicação costuma ser bastante dolorosa para ele. Por isso, é essencial contar com profissionais que possam prestar todo o atendimento necessário, sobretudo durante as crises de abstinência que são bastante comuns nessa etapa.

Reabilitação psicológica – Segunda etapa

Passada a primeira fase, é chegado o momento de buscar no indivíduo a sua capacidade de raciocínio e desenvolvimento, apenas através do estímulo dessas capacidades que ele se tornará capaz de descobrir por si só que pode viver sem usar drogas. Essa é a etapa principal do tratamento.

Reinserção social – Terceira etapa

O paciente só passa para essa etapa a partir do momento em que a segunda etapa estiver totalmente concluída, isso porque na terceira etapa ele voltará a ter contato com a sociedade, e é importante que a sua visão sobre a vida tenha mudado. Ele passa a conviver com a sua família, mas sem deixar de fazer visitas terapêuticas para que seus médicos saibam como ele está. Trata-se de um processo no qual todas as dificuldades que ele encontrar precisam ser discutidas, até que chegue o momento em que ele se sinta apto para “caminhar com suas próprias pernas”.

Reabilitação

Corresponde à fase em que o paciente busca formas de mudar seus comportamentos, de forma que consiga manter com a abstinência. Nessa etapa estão presentes aconselhamento familiar e individual, psicoterapia também familiar e individual, treinamento vocacional e social, medicações, e também aprendizados sobre como as substâncias podem afetar o seu organismo.

Cuidados continuados

O tratamento não acaba quando o paciente acha que já está bem o suficiente, muito pelo contrário, ele continuará sendo assistido por um bom tempo de sua vida. Essa etapa é fundamental para que ele conte com apoio quando estiver frente a dificuldades que, anteriormente, o fariam procurar pelo “alívio” das drogas. Nesse sentido, grupos de mútua-ajuda são bastante eficazes.

Prevenção de recaídas

Diz respeito a formas de tratar ou até mesmo de prever as possíveis recaídas do paciente, com o passar do tempo ele vai adquirindo ferramentas para lidar com essas recaídas, ao mesmo tempo em que vai modificando seu estilo de vida.

VEJA TAMBÉM:

 

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Grupo Recuperando Vida para conversarmos mais. Entre em Contatos: (19) 3427-1643

[ratings]