Clínica de Recuperação para Dependentes Químicos

Icon Divinder
Clínica de Recuperação para Dependentes Químicos

É muito difícil encontrar uma clínica de recuperação para dependentes químicos verdadeiramente comprometida com a reabilitação de seus paciente, com sua continuidade na recuperação, principalmente após a sua internação, além de amparar e acompanhar seus familiares com frequência.

clínica de reabilitação para dependentes químicos do Grupo Recuperação Vida oferece confiança, segurança, comprometimento e a melhor metodologia de tratamento da dependência química da região. Neste artigo você vai descobrir tudo o que precisa para escolher e realizar o melhor tratamento.

O Tratamento na Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos Grupo Recuperando Vida

Existem 3 (três) maneira de o dependente químico se submeter ao tratamento na clínica de reabilitação da dependência química:

Seja qual for o tipo de internação, os pacientes da clínica para dependentes químicos terão o mesmo amparo e suporte profissional de toda a equipe, sempre levando em consideração a individualidade de cada pessoa, pois cada caso de dependência química tem suas características individuais como ser humano e deve ser tratado como tal.

Questões Relacionadas às Intervenções Voluntárias na Clínica

Na clínica de recuperação para dependentes químicos muitos pacientes que se internam de maneira voluntária para sua reabilitação da dependência química iniciam seu tratamento ainda muito confusos ou ambivalentes, ou seja, QUERENDO e NÃO QUERENDO se tratar.

Isso se deve ao fato do dependente químico NÃO QUERER se libertar das sensações desagradáveis, por incrível que possa parecer, diferente dos pacientes de depressão ou de ansiedade.

Ou seja, diferentemente, o uso de drogas gera prazeres, e o que o dependente quer é evitar as consequências prejudiciais deste uso. Portanto, a ambivalência é uma característica que deve ser levada em considerações pelos profissionais da clínica de reabilitação para dependentes químicos e pelos familiares do paciente.

No Caso de Intervenção Involuntária na Clínica

Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos

A mesma ambivalência ocorre com os pacientes involuntários, porém, neste caso, o dependente, muitas vezes, já está numa fase crítica da dependência de drogas e não enxerga a necessidade de uma internação ou ele pensa que ainda tem o controle sobre a sua vida e sobre o uso das substâncias.

No entanto, os pacientes involuntários na clínica de recuperação para dependentes químicos se tornam pacientes voluntários rapidamente, de um modo geral, após passar pela fase de conscientização do tratamento na clínica.

Seja voluntário ou involuntário, o paciente irá se conscientizar de seu problema com drogas e suas consequências e irá se submeter ao programa de recuperação da clínica de reabilitação da dependência química por vontade própria num curto espaço de tempo.

As fases da intervenção na clínica de recuperação para dependentes químicos

O paciente na clínica de recuperação passa por um processo evolutivo no trato da dependência química, sendo observado, avaliado e orientado pelos profissionais da equipe terapêutica da clínica.

Este processo começa com a abstinência total do uso de substâncias psicoativas, passa pela fase de conscientização e caminha para a fase de reabilitação propriamente dita, até o paciente estar apto ao retorno social (alta médica) e dar continuidade em seu tratamento após a sua internação.

Evolução na Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos

Para quem é a internação na clínica para dependentes químicos?

Uma internação na clínica de reabilitação para dependentes químicos é para a pessoa dependente de substâncias psicoativas, que possui ao menos 3 dos critérios diagnósticos da dependência de substâncias abaixo:

  • Compulsão para o Consumo: a experiência de um desejo incontrolável de consumir uma substância. O indivíduo imagina-se incapaz de colocar barreiras a tal desejo e sempre acaba consumindo;
  • Aumento da tolerância: a necessidade de consumir doses maiores de determinada substância para alcançar efeitos originalmente obtidos com doses mais baixas.
  • Síndrome de abstinência: o surgimento de sintomas de intensidade variável quando o consume de substâncias cessou ou foi reduzido.
  • Alívio ou evitação da abstinência pelo aumento do consumo: o consumo de substâncias visando o alívio dos sintomas de abstinência. Como o indivíduo aprende a detectar os intervalos que separam a manifestação de tais sintomas, passa a consumir a substância preventivamente, afim de evitá-los.
  • Relevância do consumo: o consumo de uma substância torna-se prioridade, mais importante do que coisas que outrora eram valorizadas pelo indivíduo.
  • Estreitamento ou empobrecimento do repertório: a perda de referências internas e externas que norteiam o consumo. Conforme a dependência química avançada, as referências voltam-se exclusivamente para o alívio dos sintomas de abstinência, em detrimento do consumo ligado a eventos sociais. Além disso, o consumo passa a ocorrer em locais onde sua presença é incompatível, como por exemplo, no ambiente de trabalho.
  • Reinstalação da síndrome de dependência: o ressurgimento dos comportamentos relacionados ao consumo e dos sintomas de abstinência após um período abstinente. Uma síndrome que levou anos para se desenvolver pode se reinstalar em poucos dias, mesmo que oi indivíduo tendo passado por um longo período de abstinência.
  • Cozinheira;
  • Nutricionista;
  • Monitores;
  • Prof. de Educação Física.

Relação da família com a clínica de recuperação para dependência química

A família do dependente químico é entendida hoje como cenário de risco e/ou de prevenção frente as complexidades da dependência química. Para que a família seja um cenário de prevenção e proteção ao dependente químico, a relação entre a clínica de recuperação para dependentes químicos deve ser terapêutica, bem como a relação entre paciente e profissional.

Portanto, a clínica de reabilitação propõe que as famílias dos pacientes não só entrem em contato para sabem como o paciente está, para fazerem visitas e ligações, mas que a família entenda que pode fazer parte do PROBLEMA ou da SOLUÇÃO no decorrer da internação do paciente e após este período.

Tendo em vista que as pessoas que usam drogas estão dentro de um contexto, quando estão no uso de substâncias, no qual seus valores, crenças, emoções e comportamentos influenciam os comportamentos dos membros da família e são por eles influenciados, existe a necessidade da família entender que também precisa de auxílio profissional e de grupos de apoio para restabelecer a saúde de toda a família, para assim, serem fatores de proteção e não de risco ao paciente dependente químico.

Pós-internação na clínica para dependentes químicos Grupo Recuperando Vida

pós-internação é o momento de desligamento do paciente da clínica de reabilitação de dependentes químicos.

Neste momento, os profissionais do centro de tratamento  devem ter realizado um plano de tratamento para o paciente para que ele tenha um norte no retorno à sociedade.

Sendo realizado o plano de tratamento pós-internação para o paciente e este já em casa, no convívio social, o paciente deve se ressocializar gradualmente com a ajuda dos familiares, dos grupos de apoio (Narcóticos Anônimos) e dos profissionais da clínica de recuperação para dependentes químicos Grupo Recuperando Vida, que se coloca a disposição de todos os seus pacientes por 1 (um) ano após a alta médica do paciente.

Seguindo em tratamento pós internação na clínica de reabilitação de dependentes químicos Grupo Recuperando Vida

Ficamos muito felizes quando um ex-paciente da clínica de recuperação do Grupo Recuperando Vida retorna ao centro de tratamento para dar andamento em seus atendimentos terapêuticos no período de 1 ano após a sua alta médica, e ficamos mais felizes ainda quando o dependente químico volta após este período para nos visitar, como acontece com diversos ex-pacientes da clínica.

Os ex-pacientes que cumpriram com toda a sua internação, que terminaram sou tratamento com alta médica, que seguiram o seu plano de tratamento, que se submeteram às atividades terapêuticas de pós-internação, hoje se encontram limpos, em recuperação e sóbrios com múltiplos anos de recuperação contínua. Queremos o mesmo para você ou para seu ente querido dependente químico.

Autor: Grupo Recuperando Vida

Autor

 Grupo Recuperando Vida

  Página Oficial

TEMOS O PRAZER DE DAR-LHE BOAS VINDAS AO GRUPO RECUPERANDO VIDA

CLÍNICA DEVIDAMENTE DOCUMENTADA

Clínica Devidamente Documentada